Cenizas en el Aire, uma conversa em forma de música

Biancamaria Binazzi, Patricia Teran e Lissandro Botasso – Córdoba 2011

Programa colaborativo sobre música latinoamericana veiculado nas rádios Eterogenia (Córdoba) e JGM (Santiago).

Em junho de 2011, conheci duas pessoas muito especiais, que se morassem aqui em São Paulo, seriam amigos de todos os dias, para comer, ouvir música, brincar de fazer rádio com a mão, tomar sol e mate. Nos conhecemos em Córdoba (Argentina) durante o encontro de radialistas Ondas en Coro.

O papo estava tão bom, que as mais poderosas forças do planeta resolveram fazer aquela conversa durar mais um pouquinho. E o vulcão Puyehue, diretamente do Chile, soprou cinzas para o céu da Argentina, e suspendeu todos os vôos que pudessem interromper uma amizade que começava. Assim, sob as cenizas chilenas, Lissandro El Haza Botasso, Patricia Matus Parra Teran, Biancamaria Binazzi, Markito Alonso, Fernando Katz, Heber Maroni, Cekci Ines e outros radio-amantes, ganharam mais dois dias de música, comida, e um programa de rádio com as mãos, Cenizas en el Aire!

No caminho para Alta Gracia, onde nasceu o Che Guevara, a comunicação era complicada, e a gente gastava o tempo tentando explicar uma frase…Peroquesí..peroquenô… Chile e Argentina querendo aprender a ouvir o português…, Chile falando muito rápido, e a Argentina surpreendendo com El Cor..do..bêesss.. Brasil se desmilinguindo no portunhol… Inventando apelidos e sobrenomes…Pato, patiChica, Patita, Patolan, Lichie, Chilieandro, Lissandrito, Bianchota, TodoJunto, Pies sujos!

E aí, descobertas de palavras graciosas, costumes malucos, sonoridades e ritmos de linguas diferentes que no final estavam falando sempre da mesma coisa: saudades, amores, política, hábitos.

Na despedida, nada de drama. Pen drives carregadas de música de todos os povos, boas lembranças. E, quando os ventos liberaram as cenizas do céu, cada um voltou para o seu canto, feliz, e pronto para fazer um programa de rádio colaborativo. Um assunto, um roteiro coletivo no google docs, vozes, colchones, cortinas, etiquetas enviadas por email e, finalmente, lá edicion maluquetes do Lissandro.

Hoje, o progama Cenizas en El Ayre é veiculado na Rádio Eterogenia (Córdoba) e JGM (Santiago) e pode ser acessado por aqui também.

Biancamaria Binazzi (São Paulo, Brasil),

Lissandro Botasso (Córdoba, Argentina)

Patrícia Terran (Santiago, Chile). 

Edição: Lissandro Botasso.

 

Leave a Reply

Cenizas en el Aire, uma conversa em forma de música

Biancamaria Binazzi, Patricia Teran e Lissandro Botasso – Córdoba 2011

Programa colaborativo sobre música latinoamericana veiculado nas rádios Eterogenia (Córdoba) e JGM (Santiago).

Em junho de 2011, conheci duas pessoas muito especiais, que se morassem aqui em São Paulo, seriam amigos de todos os dias, para comer, ouvir música, brincar de fazer rádio com a mão, tomar sol e mate. Nos conhecemos em Córdoba (Argentina) durante o encontro de radialistas Ondas en Coro.

O papo estava tão bom, que as mais poderosas forças do planeta resolveram fazer aquela conversa durar mais um pouquinho. E o vulcão Puyehue, diretamente do Chile, soprou cinzas para o céu da Argentina, e suspendeu todos os vôos que pudessem interromper uma amizade que começava. Assim, sob as cenizas chilenas, Lissandro El Haza Botasso, Patricia Matus Parra Teran, Biancamaria Binazzi, Markito Alonso, Fernando Katz, Heber Maroni, Cekci Ines e outros radio-amantes, ganharam mais dois dias de música, comida, e um programa de rádio com as mãos, Cenizas en el Aire!

No caminho para Alta Gracia, onde nasceu o Che Guevara, a comunicação era complicada, e a gente gastava o tempo tentando explicar uma frase…Peroquesí..peroquenô… Chile e Argentina querendo aprender a ouvir o português…, Chile falando muito rápido, e a Argentina surpreendendo com El Cor..do..bêesss.. Brasil se desmilinguindo no portunhol… Inventando apelidos e sobrenomes…Pato, patiChica, Patita, Patolan, Lichie, Chilieandro, Lissandrito, Bianchota, TodoJunto, Pies sujos!

E aí, descobertas de palavras graciosas, costumes malucos, sonoridades e ritmos de linguas diferentes que no final estavam falando sempre da mesma coisa: saudades, amores, política, hábitos.

Na despedida, nada de drama. Pen drives carregadas de música de todos os povos, boas lembranças. E, quando os ventos liberaram as cenizas do céu, cada um voltou para o seu canto, feliz, e pronto para fazer um programa de rádio colaborativo. Um assunto, um roteiro coletivo no google docs, vozes, colchones, cortinas, etiquetas enviadas por email e, finalmente, lá edicion maluquetes do Lissandro.

Hoje, o progama Cenizas en El Ayre é veiculado na Rádio Eterogenia (Córdoba) e JGM (Santiago) e pode ser acessado por aqui também.

Biancamaria Binazzi (São Paulo, Brasil),

Lissandro Botasso (Córdoba, Argentina)

Patrícia Terran (Santiago, Chile). 

Edição: Lissandro Botasso.

 

Leave a Reply