Biancamaria Binazzi – Radialista e produtora cultural

Radialista e produtora cultural, mestranda no Instituto de Estudos Brasileiros (IEB-USP), é uma das idealizadoras do projeto Goma-Laca dedicado à pesquisa, difusão e criação a partir da música brasileira registrada nos antigos discos de 78 rotações. Especializada em rádio-documentários pela BBC Accademy, também atuou na Rádio Cultura FM, Cultura Brasil, Rádio USP (Pesquisa FAPESP) e na Web Rádio do Centro Cultural São Paulo. Em 2017 ministrou o Laboratório de Rádio Digital no SESC Santo Amaro, em parceria com Débora Pill e Amadeu Zoe.

*O projeto Goma-Laca, criado em parceira com Ronaldo Evangelista, é um centro de pesquisa, difusão e produções culturais sobre a música brasileira produzida em discos de 78 rotações. Desde 2009,  produzimos artigos, podcasts, vídeos, exposições, rodas de escuta, shows. Em 2014 lançamos o disco “Goma-Laca: Afrobrasilidades em 78 rpm“.

*O disco Trio Gato com Fome: em busca dos sambas de Raul Torres, lançado em 2015, é o segundo disco do Trio Gato com Fome e apresenta os primeiros sambas gravados pelo artista de música caipira Raul Torres. O disco, produzido com apoio do ProAC contou com a participação Proveta, Osvaldinho da Cuíca, Caçulinha, Oswaldinho do Acordeon, entre outros. O show de lançamento no Centro Cultural São Paulo também teve participações de Ná Ozzetti e Passoca.

*Entre 2012-2016 fez roteiro e produção do Pesquisa Brasil, programa de rádio da Revista Pesquisa FAPESP em parceria com a Rádio USP FM. Apresentado por Fabrício Marques, editor da Revista Pesquisa FAPESP, o programa vai ao ar todas as sextas-feiras, às 13h, e aborda as principais inovações científicas brasileiras com entrevistas e reportagens exclusivas

*Latinoamérica*  Ao lado dos radialistas Patricia Terran (Chile) e Lissandro Botasso (Argentina), integra o coletivo de rádio latinoamericano Cenizas en El Aire, veiculado na rádio JGM (Santiago, Chile) e na rádio Eterogenia (Córdoba, Argentina). * Em 2014, colaborou como locutora com a peça sonora DreamLand, do rádio artista Joaquin Confreces (Ushuaia- Argentina). A peça, sobre poema de Edgar Alan Poe com 15 mulheres de diferentes partes do mundo recebeu menção honrosa na Bienal Internacional de Radio de México na categoria Rádio Arte. Em 2009, participou como palestrante no Ondas en Coro – Encontro de Radialistas e Investigadores para pensar los desafíos do rádio no Séc XXI, organizado pelo Centro Cultural España Córdoba, Radio Eterogenia, e Centro Cultural España no México. *

*Discoteca Oneyda Alvarenga* Na Web Rádio do Centro Cultural São Paulo desenvolveu série de programas e projetos especiais sobre a Discoteca criada por Mário de Andrade em 1935. Entre eles, estão Festival de Choro na Batuta do Gato, e os programas de rádio “Cronicas de Toca Discos” e “Sonoro Postal”, apresentado em 2013 na Mobile Rádio, durante a Bienal Internacional de Artes.

*Assim Assado – Um caderno de receitas musicais* Lançado em 2013 em parceria com a jornalista Patrícia Moll Novaes e a radialista Teca Lima, o projeto Assim Assado- um caderno de receitas musicais aborda as possíveis conversas entre música e gastronomia a partir de programas de rádio, playlists, receitas e curiosidades.

*Rádio* Na Cultura FM (2006-2009), produziu, entre outros, programas de música clássica apresentados por Carlos Siffert, Marcelo Jaffé, Toninho Carrasqueira e Julio de Paula, bem como transmissões ao vivo de concertos promovidos pelo Mozarteum Brasileiro, Sociedade de Cultura Artística e o Festival de Inverno de Campos do Jordão e Oferenda Musical. Na Rádio Cultura Brasil (de 2006-2009) atuou como programadora musical, e conduziu o programa semanal 78 rpm. Participou do pré-natal dos programas Radar Cultura e Cultura Livre. Na Rádio Gazeta AM (2002-2003) foi apresentadora do Jornal da Gazeta Universitária, sobre todos os assuntos que eram assunto e motivo para passar o tempo ouvindo os discos da histórica Discoteca da Gazeta.

*Educomunicação* Interessada nos potenciais do rádio como ferramenta na Educação, também participou do projeto Educom.Rádio, em 2001, promovendo oficinas e discussões sobre o Rádio e suas potencialidades como ferramenta de diálogo, ensino e aprendizado em escolas municipais da rede pública. As oficinas e debates com escolas e comunidade foram realizadas no CEU MENINOS (Ipiranga).

Caçadora de sons.