Cantos Populares do Brasil no IMS-SP

 

Em fevereiro de 2018, fomos convidados pela curadoria de música do recém inaugurado Instituto Moreira Salles de São Paulo a produzir um espetáculo musical e uma série de programas de rádio aproveitando o material do maravilhoso acervo musical da instituição, que fica no Rio de Janeiro, e abriga coleções de discos, partituras e livros de Humberto Franceschi, José Ramos Tinhorão, Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth, Pixinguinha, entre outros. Para a nossa surpresa, localizamos uma preciosidade no acervo de Tinhorão: o livro Chants Populaires du Brésil, da cantora e pesquisadora brasileira Elsie Houston, lançado em 1930 apenas na França. No livro, Elsie apresenta, com notação musical, 42 temas do cancioneiro brasileiro anotados por ela em suas viagens pelo Brasil, ou a partir de leituras e conversas com  seus contemporâeos. Como um mapa da mina, o livro serviu de guia para mergulharmos no acervo de discos do IMS, a procura de ecos das 42 canções descritas por Elsie. A pesquisa resultou em uma série de podcasts produzida para a Rádio Batuta, e um show no auditório do IMS com Alessandra Leão, Lívia Mattos, Marcelo Pretto, Marcos Paiva e Beto Montag.

Chants Populaires du Brésil é uma compilação de temas do cancioneiro popular selecionados por Elsie Houston sob encomenda do comitê Internacional da Liga das Nações. O livro  foi publicado em Paris pela Biblioteca Musical do Museu da Palavra e Museu Guimet, inaugurando a coleção Música dos países longínquos, editada pela “livraria orientalista” Paul Geuthner. Com prefácio do musicólogo Philippe Stern, o livro descreve gêneros musicais que estariam “em vias de desaparecer”, como lundus, modinhas, emboladas, acalantos e cantigas indígenas. Além de transcrever canções recolhidas por ela mesma em diferentes regiões do Brasil, Elsie Houston dá orientações de timbres, pronúncias e intenções. Se nos anos 20 músicos e pesquisadores viajavam pelo país com papel e caneta na mão em busca de inspiração para fazer música nova, hoje o Goma-Laca procura matéria-prima para experimentações a partir dos discos de 78 rpm e de manuscritos deixados pela geração de Elsie, Mário de Andrade, Luciano Gallet, Oneyda Alvarenga, Luiz Heitor Correa de Azevedo e Villa-Lobos.Com esse precioso guia de Elsie Houston, passamos a procurar variações das modinhas, lundus, “makumbas” e emboladas nos discos do acervo do IMS. Além de mapear a diversidade musical de seu tempo, Elsie abre caminho para conhecermos outras mulheres que, como ela, desafiavam os padrões de gênero da época e que, além de cantoras, eram instrumentistas, pesquisadoras e divulgadoras do folclore nacional. Stefana de Macedo, Olga Praguer Coelho, Helena de Magalhães Castro e Inezita Barroso são algumas das folcloristas que também gravaram pontos de santo, as Tayeiras e o Bambalelê, e merecem mais linhas nas histórias da música brasileira. Chants Populaires du Brésil conduz ainda à preciosidades de Bahiano, Jararaca, Marcelo Tupinambá, Jayme Ovalle…  tudo é alimento para o ritual Goma-Laca.

                                                                                                               

 

 

PODCASTS PRODUZIDOS PARA A RADIO BATUTA